Sexta, 18 Agosto 2017 20:19

EM NOTA CNASI-AN COBRA DIREÇÃO DO INCRA DE CUMPRIR DECISÃO JUDICIAL QUE DESBLOQUEIA REFORMA AGRÁRIA

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Diante da decisão liminar obtida pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul – conseguida junto à 9ª Vara Federal de Porto Alegre -, que determina o desbloqueio imediato das famílias identificadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e listadas no Acordão 775/2016, a CNASI-ASSOCIAÇÃO NACIONAL, em nome dos servidores do INCRA exige que o presidente do INCRA, Leonardo Goes Silva, o diretor de Desenvolvimento, Ewerton Giovanni dos Santos, e a gestora Nacional do Sistema de Informações de Projetos de Reforma Agrária (Sipra), Cinair Correia, se manifestem imediatamente e orientem as superintendências regionais da autarquia sobre os procedimentos a serem adotados para atender a medida judicial.

 

Queremos lembrar que esta Associação e muitos dos servidores empenhados em cumprir a missão institucional e atribuição constitucional da autarquia, alertaram para a ilegalidade de tais medidas, contrariando os princípios básicos do direito administrativo, invertendo o ônus da prova a favor do INCRA, prejudicando milhares de beneficiários do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA).

 

E perguntamos, quem arcará com o prejuízo decorrente do esforço e tempo desperdiçados pelos profissionais desta casa, além dos recursos públicos empregados num trabalho eivado de irregularidades, como reconheceu a Justiça Federal do Rio Grande do Sul?

 

Diretoria da CNASI-AN

ANEXOS:

- Matéria do MPU/RS relatando decisão

- Íntegra de decisão de desbloqueio

- Reportagem da CNASI-AN sobre caso

Ler 1701 vezes Última modificação em Sexta, 18 Agosto 2017 20:24