INCRA PARTICIPARÁ DO PROGRAMA DE COMBATE À POBREZA E TERÁ NOVA ESTRUTURA, DIZ CELSO EM REUNIÃO COM CNASI

PDFImprimirE-mail

Durante reunião com a diretoria da Cnasi, realizada na manhã desta sexta-feira (01/4), em Brasília, o presidente do Incra, Celso Lacerda, disse que a autarquia está defasada em termos de estrutura e que precisa de uma nova organização. Segundo ele, as entidades representativas e os servidores podem colaborar nesta nova estrutura, discutindo e apresentando propostas.

 

A fala do presidente atendeu a uma reivindicação da Cnasi, que nas últimas semanas vinha denunciando que uma reestruturação do Incra estava sendo construída à revelia dos servidores e suas entidades representativas, sendo que seria apresentada uma proposta centralizadora – com um diretor geral -, sem discutir esse e outros temas.

 

Celso disse ainda que o Incra foi inserido no programa de combate à pobreza rural, em gestação no Ministério do Desenvolvimento Social e Casa Civil, da Presidência da República. Essa é outra reivindicação dos servidores e da diretoria da Cnasi, que com base no documento final do Seminário Nacional sobre Reforma Agrária e Desenvolvimento Social, realizado no final de 2010, produziu material inserindo as atribuições do INCRA na proposta de combate à pobreza rural e o encaminhou ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Presidência da República.   

 

O presidente do INCRA falou que não abre mão do planejamento das ações do INCRA, pois, segundo ele, isso precede qualquer atividade. Celso disse também que o caráter técnico deve ser uma das qualificações dos candidatos a gestores do INCRA, incluindo superintendentes. Esses são dois dos posicionamentos defendidos pelos servidores e direção da Cnasi em documentos apresentados e reuniões com integrantes do Governo.

 

Durante a reunião, a direção da Cnasi, além de se posicionar sobre diversos temas relacionado ao fortalecimento do INCRA, repassou documentos compostos por servidores do INCRA no Seminário de 2010 e outros que valorizam a reforma agrária (entre outras ações da autarquia), o Instituto e seus profissionais. Essa foi a primeira reunião da Presidência do INCRA e direção da Cnasi, ficando acertado que outras serão realizadas em breve para acertar pontos e posicionamentos sobre o melhoramento da autarquia.

 

No final da tarde, um ofício da Presidência do INCRA foi enviado à Cnasi no qual encaminhava oficialmente dois documentos que tratam da reestruturação da autarquia e pediam posicionamentos. Segundo a Presidência do INCRA, uma proposta final deve ser entregue ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) até 25 de abril.

 

Mesmo contrária à discussão de um tema com tal importância em um prazo tão curto, a direção da Cnasi resolveu  repassar os documentos da direção do INCRA aos servidores, por meio de suas associações, a fim de que eles possam tomar conhecimento da proposta, analisar e fazer colaborações, críticas e rejeições. Essas colaborações podem ser repassadas às associações e à Cnasi.

 

Confira abaixo cópia de ofício e os documentos da direção do INCRA com proposta de reestruturação:

ofcio_celso_reestruturao_Incra_abril_2011.jpg

Proposta_para_uma_nova_estrutura_organizacional_do_Incra.pdf 

http://cnasilutas.files.wordpress.com/2010/07/reestruturacao-incra-de_gt.pptx

 

Para subsidiar o debate a cerca da reestruturação, a direção da Cnasi encaminha também aos servidores documentos nos quais posicionamentos são definidos. Esses documentos são: relatório detalhado do Seminário Nacional sobre Reforma Agrária e Desenvolvimento Social; proposta de inserção do INCRA no programa de combate à pobreza rural;  Diagnóstico sobre INCRA (esse foi originalmente composto em julho de 2010, mas tem algumas atualizações).

 

Acesses esses três documentos abaixo:

relatorio_plenaria_cnasi__diretrizes_basicas_video_fim.doc

O_INCRA_COMO_INSTRUMENTO_DE_EXECUO_DE_POLITICAS_PBLICAS_DE_ERRADICAO_DA_MISRIA_NO_BRASIL.doc 

Diagnostico_sobre_Incra_julho_2010.doc  

 

O debate sobre essa reestruturação também será feito na Plenária Setorial do INCRA, a ser realizada em Brasília, nos dia 7 e 8 de abril. Portanto, os servidores e associações devem estar atualizados das propostas para que possam trazer colaborações e apresentá-las ao conjunto de servidores no evento.

 

Videoconferências, oficinas e assembleias estão sendo organizadas para as próximas duas semanas, em todo o Brasil, a fim de que os servidores possam se familiarizar com as propostas, bem como sugerir elementos, criticar ou rejeitar. (Texto atualizado às 10h22min, de 2 de abril de 2011)

 

Fonte: Ascom Cnasi

Comentários  

 
0 #3 xxxxxxxxxxxxxxPablo Jhustus Pollaro 08-04-2011 10:04
Eu trabalhei 12 anos no antigo hoje extinto Projeto Fundiários Cachimbo instalado no município de Itaituba e lá durante os 12 anos, "vesti a camisa" do INCRA. Neste período, eu contrai 06 malárias que até hoje sinto os efeitos colaterais da doença e dos remédios que eu tomei para ficar bom. Eu me tratei por conta própria. Peguei também leixomaniose nas andanças pelo interior fazendo vistoria para posterior titulação de regularização fundiária.
Espero que nesta nova estruturação do nosso órgão inclua também essas gratificações acima citada, pois trabalhamos numa região inóspita que é a Amazônia Brasileira.
Vale salientar que hoje eu trabalho aqui na SR/01 localizado no município de Belém/PARA
Citar
 
 
-2 #2 RE: INCRA PARTICIPARÁ DO PROGRAMA DE COMBATE À POBREZA E TERÁ NOVA ESTRUTURA, DIZ CELSO EM REUNIÃO COM CNASIMarcelo 05-04-2011 10:30
Extinção Já!
Citar
 
 
-4 #1 Engº Agrº , Perito Federal Agrário, Mestre e doutorando pelo CPDA/UFRRJClesson Monte 04-04-2011 14:40
Qualquer proposta de "reestruturação" do INCRA deve ser profundamente debatida com os servidores, dado o rebatimento que tem nas condições de trabalho e no cumprimento da missão institucional. Devemos rechaçar toda e qualquer proposta personalística, construída às pressas, improvisadament e e com "roupagem velha". A Cnasi continua com um papel muito expressivo nessa luta em defesa da reforma agária e dos servidores do INCRA, e deve continuar incitando esse debate. A reforma agrária é a finalidade precipua do nosso trabalho e razão da existencia do INCRA.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Blogs das Regionais

Links Úteis

sindsepdfasseraincracutfassincracnasi_lutas