Últimas

PLANEJAMENTO NÃO APRESENTA PROPOSTA, MAS ACENA PELA ISONOMIA COM PL 5920

PDFImprimirE-mail

Escrito por Cnasi Nacional Qua, 12 de Maio de 2010 21:32

A reunião entre Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (Condsef) e a Confederação Nacional das Associações dos Servidores do Incra (Cnasi), realizada nesta quarta-feira (12), em Brasília, teve como resultado a indicação de que o Governo quer estabelecer a isonomia entre as carreiras do Incra, utilizando como parâmetro a tabela remunerativa equivalente aos valores do Projeto de Lei 5920. Mesmo pressionados por todos os lados, as representantes da Secretaria de Recursos Humanos (SRH) do MPOG não apresentaram efetivamente uma proposta, mas disseram que apenas na próxima reunião – já marcada para esta terça-feira(18), às 15h, no MPOG –, isso será feito. A secretária-Adjunta da SRH, Maria do Socorro Mendes Gomes, disse que estão sendo finalizados os estudos de impacto orçamentário da adequação da isonomia das duas carreiras  do Incra – Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário e Perito Federal Agrário. [caption id="attachment_233" align="alignnone" width="300" caption="A reunião no MPOG foi muito concorrida"][/caption] Sobre a remuneração do pessoal de nível intermediário e auxiliar, foi repassado aos presentes à reunião que eles não irão ficar de fora das adequações salariais. Entre as possibilidades, estão: implantação da Gratificação de Qualificação e compatibilização da tabela de nível intermediário apresentada ao MPOG pela Condsef, que está em estudo. [caption id="attachment_234" align="alignnone" width="300" caption="Dezenas de servidores permaneceram em vigília no MPOG"][/caption] Na avaliação dos cerca de 15 servidores do Incra presentes à reunião, houve frustração de perspectivas de todos no sentido de se ter uma proposta efetiva ainda nesta quarta-feira. Os passos seguintes, ainda segundo eles, é de intensificar as mobilizações até a próxima reunião. Além das representações de servidores do Incra, estavam presentes à reunião alguns parlamentares – senador Acyr Gurgas (PDT-RO), deputados federais Natan Donadon (PMDB-RO), Anselmo de Jesus (PT-RO), Eduardo Valverde (PT-RO), Chico Lopes (PCdoB-CE), Laurez Moreira (PSB-TO). Os parlamentares se posicionaram em defesa do Incra e da isonomia entre as carreiras de servidores. Pela direção do Incra estavam, como ouvintes, a diretora de Gestão Administrativa, Eva Sardinha, e o coordenador de Recursos Humanos, Ronaldo Alves. Plenária Extraordinária Todos estes aspectos da reunião com o MPOG serão avaliados na Plenária Extraordinária dos Trabalhadores do Incra, que será realizada, na manhã nesta quinta-feira (13), na Sede da autarquia, em Brasília. Delegados escolhidos pelas assembleias de servidores do Incra reunidos nas Superintendência Regionais estarão presentes na Plenária e se posicionarão sobre os próximos passos da categoria em relação ao movimento paredista, iniciado em meados de abril último. A Plenária Extraordinária dos Trabalhadores do Incra vai discutir e deliberar sobre a seguinte pauta: Informes; avaliação das Negociações/Mobilização; calendário de luta; encaminhamentos. (Texto atualizado às 10h04min, de 13.05.2010) Fonte: Ascom Cnasi / Assera-BR
 

FORÇA DE TRABALHO DO INCRA

PDFImprimirE-mail

Escrito por Cnasi Nacional Ter, 11 de Maio de 2010 15:02

Estudo_forca_trabalho_Incra
 

MAIORIA DAS ASSOCIAÇÕES DE SERVIDORES DO INCRA DECIDE POR SUSPENSÃO DE GREVE

PDFImprimirE-mail

Escrito por Cnasi Nacional Seg, 10 de Maio de 2010 20:13

A maioria das associações de servidores do Incra no Brasil decidiu, nesta segunda-feira (10), pela suspensão do movimento grevista da categoria, iniciada em alguns Estados, em meados de abril último. Vinte e cinco entidades associativas da autarquia mantiveram contato com a Confederação Nacional das Associações de Servidores do Incra (Cnasi) e se posicionaram sobre a manutenção da greve ou a suspensão do movimento paredista até esta quarta-feira (12), quando haverá uma reunião com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para tratar do fortalecimento da autarquia. As associações se posicionaram em relação ao movimento grevista em nível nacional, independentemente de elas estarem ou não em greve. O balanço, até às 20h desta segunda-feira, era de 12 associações a favor da suspensão da greve, enquanto que sete decidiram manter o movimento. Houve ainda abstenção dos servidores do Incra em Sergipe. Amazonas, Acre e Distrito Federal e Entorno (SR-28) não se reuniram para deliberar sobre o assunto.  Espírito Santo e Rio Grande do Sul informaram que irão manter operação padrão. As associações que decidiram pela suspensão de greve do Incra são: Piauí, Rondônia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraná, Paraíba, Santa Catarina, Goiás, Ceará, Roraima, Mato Grosso do Sul e Bahia. Já Mato Grosso, São Paulo, Sede (Brasília), Tocantins, Pará Minas Gerais e Rio de Janeiro decidiram pela greve. A Cnasi aguarda informações de outros Estados para divulgar nesta terça-feira (11). Plenária Extraordinária A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) confirmou em um documento Convocatória a realização, na manhã nesta quinta-feira (13), de uma Plenária Extraordinária dos Trabalhadores do Incra. O evento, que acontece no Auditório da Sede do Incra, vai discutir e deliberar sobre a seguinte pauta: Informes; avaliação das Negociações/Mobilização; calendário de luta; encaminhamentos. (texto atualizado às 15h28min, de 11.05.2010) Fonte: Ascom Cnasi / Assera-BR
 
 

SERVIDORES DO INCRA BELÉM PERMANECEM EM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

PDFImprimirE-mail

Escrito por Cnasi Nacional Seg, 10 de Maio de 2010 20:03

Servidores da Superintendência Regional do Incra em Belém (PA) decidiram, nesta segunda-feira (10), em assembléia geral, permanecer em greve por tempo indeterminado, até que o governo federal apresente propostas concretas para o atendimento das reivindicações da categoria: reajuste salarial para os servidores de nível médio e auxiliar, isonomia salarial para carreiras de nível superior e reestruturação das carreiras. A decisão foi unânime e demonstra a disposição dos servidores do Incra de Belém em não suspender a greve até a reunião do próximo dia 12 com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Confederação dos Servidores Públicos Federais (Condsef) e Confederação Nacional das Associações de Servidores do Incra (Cnasi). Segundo comunicado distribuído pela diretoria da Cnasi, o governo federal poderia apresentar uma proposta, caso os servidores suspendam a greve. Os servidores entenderam que a suposta proposta do governo contemplaria somente as carreiras de nível superior da autarquia fundiária. Possibilidade que deixou indignados os servidores do Incra Belém, por aprofundar ainda a mais a diferenciação salarial entre as carreiras do órgão. Os grevistas vão acompanhar o desenrolar da reunião agendada para quarta-feira e tomarão uma posição segundo o resultado das negociações. Pauta regional Os servidores decidiram ainda que vão elaborar uma pauta específica de reivindicações a ser apresentada ao superintendente do Incra em Belém cobrando a solução para questões internas daquela regional. A construção dessa pauta terá início nesta terça-feira (11) quando os grevistas discutirão as demandas relativas às condições de trabalho e ao cumprimento das normas internas do órgão. A greve do Incra em Belém teve início na manhã desta segunda-feira (10), após quatro dias de paralisação (de 04 a 07/05). Em seu primeiro dia, a greve - que está sendo conduzida com os portões da autarquia abertos - contou com grande participação de servidores ativos e a solidariedade dos aposentados. Com a greve, estão parados ou com pouca atividade os serviços de assentamento de famílias, assistência técnica à agricultura familiar, Certificado de Cadastro de Imóvel Rurais (CCIR), georreferenciamento, regularização de áreas quilombolas, dentre outras atividades específicas do Incra. Fonte: Comando de Greve dos Servidores do Incra/Belém
 

RIO DE JANEIRO DECIDE MANTER GREVE

PDFImprimirE-mail

Escrito por Cnasi Nacional Seg, 10 de Maio de 2010 18:19

Os servidores da Superintendência Regional do Rio de Janeiro do Incra decidiram, em assembléia realizada na tarde desta segunda-feira, dia 10, manter a greve iniciada no dia 29 de abril. A ampla maioria dos servidores considerou inaceitável a postura do governo. Segundo Maria Jurgleide, a Juca, diretora da CNASI e membro do Comando de Greve local, “a unidade e luta dos servidores é fundamental para quebrar a intransigência do governo”. Na manhã de terça-feira, dia 11, os servidores montarão um acampamento da entrada do prédio em que funciona a Superintendência do Incra-RJ, na avenida Presidente Vargas, principal via de acesso ao centro da capital fluminense, onde se manterão em assembléia permanente de mobilização.  ­ Fonte: Ascom Assincra/RJ
 
 

Página 132 de 139

Blogs das Regionais

Links Úteis

sindsepdfasseraincracutfassincracnasi_lutas