CNASI - Confederação Nacional das Associações dos Servidores do Incra

O RABO QUE ABANA O CACHORRO - EDITORIAL DE “O ESTADO DE SÃO PAULO”

PDFImprimirE-mail

Qui, 17 de Março de 2011 17:40

O Incra é uma enorme autarquia de eficiência administrativa discutível (suas metas de assentamento rural estão longe de serem cumpridas e os dados que divulga não são confiáveis), em primeiro lugar, porque se transformou num cabide de empregos do PT. Esta é a conclusão a que chegou o próprio governo petista, de acordo com uma minuta de portaria em estudo no Ministério de Desenvolvimento Agrário, divulgada pelo Estado (12/3), cujos termos revelam a intenção de criar mecanismos de controle sobre as 30 superintendências regionais do Incra.

 

IMPRENSA VOLTA A DENUNCIAR OCUPAÇÃO POLÍTICA DE SUPERINTENDÊNCIAS DO INCRA

PDFImprimirE-mail

Seg, 14 de Março de 2011 16:35

No último final de semana (12 e 13 de março) diversos meios de comunicação dos mais diferentes segmentos de todo o Brasil voltaram a destacar em suas edições a ocupação política que as superintendências regionais do INCRA vem sofrendo nos últimos anos.

 

O COMBATE À POBREZA COM CIDADANIA E DIGNIDADE PASSA, SIM, PELA REFORMA AGRÁRIA

PDFImprimirE-mail

Seg, 14 de Março de 2011 16:02

Neste último mês de fevereiro, deparamo-nos com notícias preocupantes sobre uma possível idéia do atual governo, divulgada pelos meios de comunicação, sobre a extinção ou redução das competências do INCRA.

   

IMPRENSA EM TODO O PAÍS DENUNCIA PROJETO DE DESESTRUTURAÇÃO DO INCRA

PDFImprimirE-mail

Qui, 10 de Março de 2011 17:17

Centenas de meios de comunicação dos mais diversos segmentos noticiaram em todo o País, nesta quarta e quinta-feira (9 e 10/03), informações repassadas pela direção da Confederação Nacional das Associações dos Servidores do Incra (Cnasi) sobre o projeto de desestruturação do Instituto, alavancado por setores do Governo Federal.

 

CONTROLE CONSERVADOR SOBRE A REFORMA AGRÁRIA

PDFImprimirE-mail

Qui, 10 de Março de 2011 16:18

                                                                                       Artigo de Maria Inês Nassif, veiculado no Valor Econômico de 10/3/2011

A forma como a estrutura burocrática de Reforma Agrária foi concebida, desde a criação do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) pela ditadura militar (1964-1985), é a antítese do que se entende por política pública. A excessiva autonomia das superintendências regionais, e o avanço de grupos políticos sobre elas depois da redemocratização, tiraram do governo federal qualquer capacidade de formular e executar políticas nessa área. O superintendente nacional do Incra não consegue, via de regra, penetrar nos redutos políticos que tornaram a questão agrária um negócio entre amigos em alguns Estados, em especial nas fronteiras agrícolas, onde o interesse econômico incentiva um clima permanente de conflito. É impossível controlar políticas e evitar desvios numa estrutura como essa.

   

Página 76 de 81

Blogs das Regionais