Em assembleia realizada na Superintendência Regional do Incra/ES os servidores aprovaram a criação de Seção Associativa da CNASI-AN no Espírito Santo, como forma de manter ativa uma estrutura de representatividade da categoria no Estado, pois a Assincra/ES está sem diretoria eleita há alguns anos.

A campanha que a CNASI-ASSOCIAÇÃO NACIONAL vem realizando por todo o país em defesa dos servidores, pelo fortalecimento do Incra e da promoção das suas políticas públicas, durante os debates sobre os ataques ao Serviço Público brasileiro e a Reforma Administrativa anunciada pelo atual Governo, chegou também em Roraima – no extremo Norte do Brasil. E lá, os servidores foram enfáticos na cobrança de melhorias nas condições de trabalho e valorização profissional.

Um importante evento foi realizado na Superintendência Regional do Incra no Pará com objetivo de analisar e discutir as peculiaridades locais da atuação dos servidores na Região Amazônica, bem como se debater sobre os ataques ao Serviço Público brasileiro e a Reforma Administrativa anunciada pelo atual Governo.

 

A falta de condições de trabalho é uma triste e cruel realidade em boa parte dos prédios do Incra por todo o país – com destaque para as superintendências regionais de São Paulo, Paraíba e Mato Grosso do Sul que vão desde a interdição (total e parcial) ao precário funcionamento elétrico, de dados, hidráulico, higiênico, condicionamento de ar, viaturas, etc. Em Mato Grosso a situação também é muito precária em todos os aspectos e isso foi denunciado no debate que a CNASI-ASSOCIAÇÃO NACIONAL realizou na sede regional em Cuiabá, em parceria com a Assincra/MT e o Sindicato dos Servidores Públicos Federais em Mato Grosso (Sindsep-MT).

Com variada representatividade de alguns importantes setores do meio rural, sindical e parlamentar da Bahia o debate sobre os ataques ao Serviço Público brasileiro e a Reforma Administrativa anunciada pelo atual Governo realizado na Superintendência Regional do Incra/BA foi um dos mais diversos - em termos de participação de atores externos ao órgão da série que a CNASI-ASSOCIAÇÃO NACIONAL vem realizando pelo país no ano de 2019.

A reorganização da categoria dos servidores do Incra em todo o país passa necessariamente pela integração dos profissionais do órgão com demais trabalhadores do Brasil, como forma de unir força para combater os ataques ao Serviço Público brasileiro e a Reforma Administrativa anunciada pelo atual Governo.

Servidores ativos e aposentados do Incra em Belo Horizonte (MG), bem como representantes da ASIBAMA/MG, ASSINCRA/MG, SINDSEP-MG e trabalhadores do Ministério da Agricultura estiveram reunidos, no dia vinte e sete de novembro de 2019, para participar de um debate sobre a Reforma Administrativa e os ataques ao serviço público brasileiro, já anunciados pelo atual Governo.

Embora no Incra a falta de condições de trabalho seja comum em todo o país, infelizmente, na Superintendência Regional na Paraíba isso beira o caos, pois dois terços do complexo da unidade administrativa estão interditados por oferecerem riscos diversos aos servidores e ao público – fruto da exclusiva incompetência administrativa das sucessivas gestões nos últimos anos.

O debate sobre os ataques ao Serviço Público brasileiro e a Reforma Administrativa anunciada pelo atual Governo com os servidores do Incra no Rio Grande do Norte – realizado pela Assincra/RN e CNASI-ASSOCIAÇÃO NACIONAL -, teve ampla participação dos profissionais lotados na superintendência Potiguar, pois há algum tempo havia uma solicitação dos trabalhadores que fosse realizado um evento de tal porte para tratar de assuntos de interessa da categoria no Estado.

Os profissionais do Incra no Estado do Amapá estiveram reunidos durante debate para analisar a situação dos Serviço Público Federal, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) emergencial / reforma administrativa defendida pelo governo e seus impactos para o conjunto dos servidores públicos das três esferas.

Página 1 de 34

Blogs das Regionais