Qua, 11 de Julho de 2012 11:27

GO: Doutor em Educação debate o valor social do movimento grevista na reforma agrária

Escrito por  Greve Incra e MDA 2012
Classifique este artigo
(0 votos)

Para fortalecer a mobilização, servidores do Incra e MDA em Goiás, em greve desde o dia 25 do mês passado, realizam de terça (10) até quinta-feira (12) workshop “Repensando a Reforma Agrária”. A oficina visa uma reflexão mais apurada das rotinas de trabalho desenvolvidas pelos órgãos.


O professor da Universidade Federal de Goiás (UFG) Luiz Dourado, doutor em Políticas da Educação, abriu o ciclo de debates fazendo um convite aos servidores públicos de um modo geral. "O momento da greve deve ser um espaço para repensarmos nossas ações para além daquilo que realizamos, fazendo a compreensão do nosso papel social dentro de um cenário que é fragmentado e diversificado", afirmou.


Durante sua palestra, Dourado frisou que a greve do Incra é a mesma greve da UFG. Para o professor, os servidores públicos tem que se unir e passar a desenvolver ações de trabalho de forma intersetorial como forma de valorizar e fortalecer o serviço público. Na concepção do professor, a partir do momento que as atividades realizadas pelos órgãos públicos passarem a ser gestadas de forma complementar , o Brasil transcenderá a fase das políticas de governo para o nível de políticas de Estado.

"Como o projeto de reforma agrária diz respeito a nós que moramos nas cidades?", questionou. Dourado acredita que a fixação do homem no campo pode reverter o quadro de violência nos centros urbanos, além de ressignificar a forma de pensar a educação."É preciso disseminar a ideia de que garantir o acesso a terra é bom para todos nós", conclamou.

Última modificação em Qua, 11 de Julho de 2012 11:38

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Blogs das Regionais