Sáb, 07 de Dezembro de 2019 15:41

FALTA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO NO INCRA NA PARAÍBA É DESTAQUE EM DEBATE

Escrito por  Associação dos Servidores do Incra na Paraíba
Classifique este artigo
(0 votos)

Embora no Incra a falta de condições de trabalho seja comum em todo o país, infelizmente, na Superintendência Regional na Paraíba isso beira o caos, pois dois terços do complexo da unidade administrativa estão interditados por oferecerem riscos diversos aos servidores e ao público – fruto da exclusiva incompetência administrativa das sucessivas gestões nos últimos anos.

 

IMG 20191119 142456125 2A interdição nos blocos B e C do complexo onde funciona o Incra/PB ocorreu após a fiscalização realizada pelo Ministério Público do Trabalho, no dia 8 de março de 2019, ter constatado uma série de irregularidades elétricas e estruturais que ofereceriam risco aos trabalhadores. Entre os problemas identificados estão: salas com infiltrações, mofo, buracos no teto, rachaduras, ausência de lâmpadas, ligações elétricas irregulares, móveis danificados, processos mal guardados e veículos abandonados - proliferando mosquitos e doenças.

 

Em março de 2019 a CNASI-ASSOCIAÇÃO NACIONAL denunciou o caso e pediu providências à Presidência do Incra para resolver os problemas da falta de condições de trabalho na sede regional da autarquia na Paraíba e a exoneração do então superintendente – única coisa que aconteceu, pois apesar de haver sido liberado cerca de R$ 500 mil para obras emergenciais, até o final do ano de 2019 os servidores continuavam a conviver e trabalhar amontoados em um prédio caindo aos pedaços, sem as mínimas condições de trabalho. Confira AQUI a reportagem na qual é denunciada a precarização do Incra/PB.

 

Debate
Atendendo a solicitação dos servidores da Superintendência Regional do Incra na Paraíba para verificar in loco os problemas que os profissionais e o público têm naquela unidade, bem como para realizar um debate sobre os ataques ao Serviço Público brasileiro e a Reforma Administrativa anunciada peloIMG 20191119 142432984 2 atual Governo a CNASI-AN esteve na sede paraibana com três dos seus diretores - José Carlos de Oliveira, José Paulo Perestrelo e Reginaldo Marcos Aguiar -, no dia 19 de novembro de 2019. O evento ocorreu em parceria com a Assincra/PB.

 

Na parte da manhã, as dezenas de servidores participantes do debate foram enfáticas nas queixas relacionadas à precarização das condições de trabalho, com relatos de casos que beiram um drama. Como foi o caso informado por uma servidora de que ao retornar ao Incra, após o horário do almoço, ficou abismada com o fato de uma pesada placa de gesso ter caído exatamente na cadeira onde ela passou a manhã daquele dia trabalhando. A partir daquele momento ela não mais ficou no prédio, que após alguns dias foi um dos dois interditados.

 

20191119 104257 3Quanto aos ataques ao Serviço Público brasileiro e a Reforma Administrativa anunciada pelo atual Governo, os servidores do Incra/PB fizeram um longo e caloroso debate, com ampla rejeição para as ações que prejudiquem os órgãos e seus profissionais.

 

Na parte da tarde, houve uma atividade de análise das reformas Previdenciária e Administrativa, com participação do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado da Paraíba (Sindserf/PB) – representado por sua diretoria e assessoria jurídica. O momento foi muito rico para tirar dúvidas e fazer esclarecimentos com destalhes das reformas, possibilidades de perdas de mais direitos e de reação da categoria.

 

Avaliação da Cnasi
Para o fato da sede regional do Incra/PB estar há alguns anos sem estrutura física e material adequada ao funcionamento das atividades da autarquia se pode apontar como culpado as diversas gestões que ignoraram as críticas / queixas dos servidores e de suas entidades representativas para a necessidadeIMG 20191119 142419353 2 de adequação do ambiente de trabalho, a fim de atender os profissionais e público.

 

Os diretores da CNASI percorreram todas as dependências do complexo para observar in loco os problemas que levaram à interdição de parte da Superintendência, além de vários equipamentos e viaturas sucateadas - um verdadeiro descalabro administrativo e falta de cuidado com a coisa pública.

 

Quanto ao debate, este girou em torno das táticas a serem adotadas na defesa do Incra e de suas políticas públicas, do apoio a ser buscado aos movimentos sociais e sindicais – e quais os limites a esse tipo de aliança. Também houve um intenso debate sobre a construção da unidade dos próprios servidores, dado o quadro extremamente polarizado que se encontra a base, herança do pleito presidencial de 2018.

 

IMG 20191119 122322562 2Ao lado das dificuldades de organização em torno de pautas comuns entre os próprios servidores e em relação aos movimentos sociais do campo, os diretores da CNASI tentaram demonstrar o alcance, a intensidade e a profundidade dos ataques do Governo e que os desafios a serem enfrentados passam necessariamente pela unidade dos trabalhadores do Serviço Público e de suas entidades representativas.

 

Fonte: Cnasi-AN

Última modificação em Sáb, 07 de Dezembro de 2019 16:11

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Blogs das Regionais

Links Úteis

sindsepdfasseraincracutfassincracnasi_lutas