Qui, 10 de Maio de 2012 19:39

PARALISAÇÃO DO INCRA EM BELÉM FOI SUCESSO DE ADESÃO DE SERVIDORES

Escrito por  Associação dos Servidores do Incra no Pará
Classifique este artigo
(0 votos)

Em Belém a mobilização foi um sucesso, com a presença de cerca de 90 servidores, na entrada do prédio, demonstrando sua indignação com o atual padrão remunerativo e as condições de trabalho da autarquia, cujas atribuições extrapolam em muito a capacidade operacional do órgão.

 

O que cresce e cada vez é mais demonstrado na fala dos servidores é a preocupação com as famílias de trabalhadores rurais, representados em todas as categorias de atendidos pelo Incra e MDA, como os ribeirinhos, coletores extrativistas, quilombolas e demais populações tradicionais. Esse público é prejudicado pelo não atendimento de suas demandas pelo Incra, que se encontra deficitário em orçamento, pessoal, etc.

 

Os ribeirinhos – que são grande número no Pará –, dependerem justamente do trabalho da autarquia para alcançarem a segurança jurídica sobre as terras que ocupam e necessitam, para receberem os demais investimentos que eleve sua capacidade de produção, com inserção no mercado e melhorias na qualidade de vida. “O que está em jogo é muito relevante para que permaneçamos de braços cruzados. Vamos à luta !!!”, afimou Ronaldo Coelho, da Assincra Pará.

 

Fonte: Assincra/PA

Comentários  

 
0 #2 LutaCássia Guedes 17-10-2013 13:36
A DATA-BASE é o único período do ano em que patrões e empregados, legalmente representados pelo Sindicato, se reúnem para repactuar as regras dos seus contratos coletivos de trabalho. Neste período, os trabalhadores podem, de maneira coletiva através do Sindicato, reivindicar a revisão de salário, propor mais conquistas econômicas, apontar a manutenção do acordo, além de incluir novas cláusulas.

Por serem fruto de acordo entre as partes (patrões e empregados), as datas-bases podem variar conforme a categoria profissional, caindo sempre no dia 1º de cada mês. Por exemplo, os Bancários têm sua data-base no mês de setembro (dia 1º de setembro). Já para os trabalhadores da indústria metalúrgica de Caxias do Sul (RS), a data-base ocorre sempre em junho (1º de junho). E para os aeroviários de todo o país a data-base é nos meses de dezembro (1º de dezembro). O trabalhador pode se informar sobre qual é a data–base de sua categoria no sindicato que o representa.

A data-base de uma categoria também serve como o início da aquisição dos direitos trabalhistas decorrentes de um acordo ou convenção coletiva. Por exemplo, se uma determinada categoria tem data-base em setembro, mas os patrões e empregados desta categoria só fecham o acordo em novembro, os direitos acordados deverão ser cumpridos de forma retroativa, contando a partir do momento da data-base, neste caso, o mês de setembro. Isso evita que o empregador tente adiar ao máximo o acordo. Mesmo que o acordo demore a sair, seus efeitos devem incidir sobre tempo pretérito.
Citar
 
 
0 #1 Ano passadoCássia Guedes 17-10-2013 13:30
Pelo que vemos o ultimo ato foi ano passado, esse ano a luta não continua no estado, onde vamos buscar nossas melhoras se não vamos a luta, o que queremos e o que buscamos, onde encontra-se a Assincra/PA para brigar pelos nossos direitos. Pelo que me consta apenas falação ação ainda falta.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Blogs das Regionais