Blog Pará
Blog Pará

Blog Pará (16)

Os debates e discussões dos servidores do Incra na Superintendência Regional do Incra no Pará (Belém), realizadas durante esta quinta-feira (17/11), com integrantes da Direção da Cnasi, Condsef e Fassincra apontam a disposição dos profissionais da SR-01 em ampliar o nível de mobilização da categoria para a negociação remunerativa com o governo.

 

Na segunda visita das representações de servidores por superintendências regionais do Incra ocorreram diversos questionamentos e solicitação de esclarecimentos sobre vários temas tratados no evento, entre os quais: reestruturação do Incra, equiparação remunerativa com o MAPA, reestruturação do Plano Fassincra-Saúde, fortalecimento da associações de servidores do Incra.

 

IMG_3590_2 Os palestrantes do dia foram: o diretor nacional da Cnasi, Reginaldo Marcos Aguiar, o diretor regional/Norte da Cnasi, Geovane Grangeiro, a presidente do Conselho Deliberativo da Fassincra, Jurgleide Castro (que também integra a Condsef), Ronaldo Coelho, a presidente da Assincra/AM, Fátima Ortiz, bem como o superintendente regional do Incra, Elielson Silva.

 

Foi apresentada, aos dezenas de servidores presentes, material no qual a trajetória de 40 anos da luta dos servidores do Incra teve destaque, incluindo extinção do Incra, nos anos de 1980 e demissões no Incra, nos anos de 1990. Elielson falou um pouco sobre asIMG_3479_2 pretensões do governo relativas à reestruturação do Incra, enquanto que as alterações do Plano Fassincra-Saúde foram destacadas por Jurgleide. Grangeiro contextualizou a luta por melhorias remunerativas no Norte e em nível nacional.

 

Nesta sexta-feira (18/11) será a vez dos servidores do Incra no Maranhão a receber integrantes da Cnasi, Condsef e Fassincra para discutir todos esses temas.

 

Outras informações sobre esses eventos podem ser acessadas no link abaixo:

 

http://www.cnasi.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=355:cnasi-visita-estados-para-debater-mobilizacao-negociacao-remunerativa-reestruturacao-do-incra-fassincra-e-fortalecimento-de-associacoes&catid=38:slider&Itemid=18

 

Fonte: Ascom Cnasi

Servidores da Superintendência Regional do Incra em Belém decidiram, em assembléia-geral, na manhã desta quinta-feira (6/5), deflagrar greve por tempo indeterminado na autarquia a partir da segunda-feira (10). É a segunda superintendência a decretar greve em resposta ao não atendimento, pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) das reivindicações nacionais de isonomia salarial entre carreiras de nível superior, reajuste salarial proporcional para as de nível intermediário e auxiliar e reestruturação das carreiras do Incra.

 

Minas Gerais foi a primeira a decretar greve, na tarde desta quarta-feira (5/6), logo após o insucesso das negociações em Brasília. A regional de Belém havia aderido ao movimento nacional dos servidores do Incra desde a segunda (3/5), com uma paralisação de três dias.

Com a adesão das superintendências de Belém e de Minas, agora são 10 o número de unidades do Incra em greve – Sede e Superintendência Regional para o Distrito Federal em Entorno, localizadas em Brasília, Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Tocantins, Rondônia e Rio Grande do Norte.

Portões abertos

A adesão majoritária dos servidores do Incra Belém à paralisação realizada de 3 a 5/05, de não fechar os portões da sede, levou o comando de greve a continuar com a experiência, para demonstrar ainda mais a força do movimento.

Página 2 de 2

Blogs das Regionais