15 DE MARÇO É DIA NACIONAL DE PARALISAÇÃO CONTRA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Imprimir

Última atualização em Seg, 13 de Março de 2017 12:58 Escrito por diretoria_redacao Seg, 13 de Março de 2017 12:27

A CNASI-ASSOCIAÇÃO NACIONAL em atendimento à decisão de sua Assembleia Nacional – Instância máxima de deliberação, que no dia 10 de março de 2017 se posicionou por intensificar a adesão aos movimentos nacionais em defesa dos direitos dos servidores do Incra/SEAD -, convoca os profissionais da autarquia e da Secretaria Especial, bem como suas respectivas entidades locais/setoriais para aderirem ao 15 DE MARÇO de 2017, que é DIA NACIONAL DE PARALISAÇÃO CONTRA REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

 

A adesão a este movimento - chamado por diversas centrais e entidades nacionais de representação de 15 MARCO REF PREVIDENCIA IMG-20170313-WA0001trabalhadores públicos e da iniciativa privada -, também faz parte da decisão da Assembleia Nacional da CNASI-AN em congregar forças com outras instituições defensoras dos direitos  dos cidadãos e cidadãs brasileiras.

 

Neste sentido, a participação dos servidores de todas as regionais do INCRA/SEAD na Paralisação Nacional do dia 15 de março de 2017 faz parte da construção da GREVE GERAL contra o Desmonte da Previdência e de outras instituições brasileiras.

 

Os servidores e suas associações locais/setoriais (ASSEMDA, ASSINCRAS e ASSERAS) devem buscar a construção de calendário de mobilizações como forma de incremento das ações nos estados, em parceria com setores combativos do movimento sindical/e ou social, incorporando atividades de formação política e discussão dos seguintes temas, entre os quais:

 - Reforma da Previdência e seus impactos em todos os níveis de servidores ativos, aposentados e pensionistas com uso de materiais eletrônicos e impressos sobre o tema, a exemplo de cartilhas;

 - atuais regras de incorporação de gratificações nas aposentadorias atuais e futuras;

- discussão sobre as metas e avaliação de desempenho por unidade do Incra/SEAD e impactos sobre a possível redução de salário, a partir do documento divulgado pela Diretoria do Incra e SEAD;

- estudo e discussão sobre a ocupação dos cargos (DAS e FCPEs) do INCRA/SEAD, repudiando a indicação de comissionados sem qualificação técnica com a área afim.

 

Acesse AQUI vídeo sobre reforma da Previdência.

 

Fonte: CNASI-AN