É HORA DA PRESSÃO NO DIA 24 DE MAIO COM OCUPA BRASÍLIA E ATOS EM TODOS OS ESTADOS CONTRA REFORMAS PREVIDENCIÁRIA E TRABALHISTA

Imprimir

Sáb, 20 de Maio de 2017 12:36

reaja agora2Como forma de ampliar a pressão no Governo para que seja respeitado o direito dos trabalhadores em ter relação de trabalho digna e poder ser aposentar, também dignamente, as centrais e várias entidades nacionais mantêm as convocações para realização de atos por todo o Brasil, em especial o "Ocupa Brasília", no dia 24 de maio de 2017 - mesmo com o anúncio da paralisação da tramitação / votação das reformas previdenciária e trabalhista, por conta da crise política fruto de provas da participação do presidente da República, Michel Temer, em corrupção.

 

Seguindo as recomendações das centrais, a CNASI-ASSOCIAÇÃO NACIONAL orienta as associações de servidores do Incra e SEAD (Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário - antigo MDA) a manterem contato com sindicatos locais e outras entidades parceiras, se somando no dia 24/5 a atividades de protesto contras as reformas citadas e em defesa dos órgãos, suas políticas e seus profissionais. Desta forma, associações e os servidores devem participar de atos locais - a exemplo de paralisações, piquetes, passeatas, protestos, debates, seminários, etc -, no sentido de debater os problemas que atingem a categoria e a todos os trabalhadores.  De forma geral, a ideia com esses atos é de seguir na construção da greve geral,reaja agora3 porque a luta é da classe trabalhadora. Fazer atos fortes, como o do dia 28/4, é importante para mostrar unidade e força aos opositores dos trabalhadores do Brasil.

 

No âmbito do Incra/SEAD há razões mais que suficientes para os servidores aderirem ao movimento grevista, com destaque para: METAS ABSURDAS E DIFÍCEIS DE SEREM ATINGIDAS; ARROCHO SALARIAL; REDUZIDO QUADRO DE SERVIDORES; SUCATEAMENTO; LUTA PELA REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO; ASSÉDIO MORAL; USO POLÍTICO DE CARGOS E RECURSOS FINANCEIROS; PROBLEMAS DE GESTÃO; BAIXO ORÇAMENTO, etc.

 

Além disso, é sabido que a suspensão do calendário das discussões no Congresso Nacional sobre o ataque à Previdência e aos direitos trabalhistas é passageira. Por conta disso, é importante mostrar força para barrar de vez esse ataque aos direitos dos trabalhadores.

 

Acesse AQUI panfleto com mensagem das centrais sobre protestos.

 

Fonte: CNASI-AN