VIOLÊNCIA CRESCE NA AMAZÔNIA RURAL EM MEIO A BAGUNÇA BUROCRÁTICA SOBRE TÍTULOS DE TERRA

Imprimir

Seg, 10 de Julho de 2017 16:33

Uma reportagem da Thomson Reuters – uma das maiores agência internacional de notícias e multimídia -, foi reproduzida pela Revista Globo Rural destacando a violência e o caos fundiários da Amazônia rural brasileira, em meio às acusações que cartórios e órgãos governamentais (como o Incra) fazem um ao outro pelos problema relacionados ao direito de propriedade na região.

 

No material é citado que ao menos 36 pessoas morreram em conflitos de terra nos primeiros cinco meses deste ano. E um representante do Incra/AM afirma que 2017 tem sido o ano mais violento em conflitos por terras neste século. "Os conflitos por terra na Amazônia pioraram", disse Ronaldo Santos, servidor do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra), órgão governamental responsável pelo gerenciamento e demarcação de terras rurais.

 

Confira AQUI PDF com a íntegra da reportagem.

 

Fonte: CNASI-AN