Terça, 11 Junho 2024 15:00

EM SITUAÇÃO ORÇAMENTÁRIA CALAMITOSA, O INCRA DEMORARIA NOVE SÉCULOS PARA ASSENTAR FAMÍLIAS ACAMPADAS NO PARANÁ Destaque

Escrito por
Avalie este item
(4 votos)

Na situação calamitosa em que se encontra – com o abandono das políticas públicas de reforma e desenvolvimento agrário pelo Governo Federal –, o Incra demoraria no Paraná 910 anos para assentar as famílias acampadas no estado. Essa é a principal constatação em um estudo realizado pelos servidores do Incra que estão mobilizados no estado do Paraná desde o mês de fevereiro.

O estudo foi apresentado em 7/6/2024 à organização não-governamental Terra de Direitos, em Curitiba/PR. O presidente da entidade, Darci Frigo, recepcionou os representantes dos servidores mobilizados e demonstrou solidariedade à luta pela reestruturação da autarquia federal.

Acesse AQUI do estudo dos servidores do Incra/PR.

No estudo, conforme dados disponíveis na Planilha de Preços Referenciais de Terras do Incra (2022), o valor médio de um hectare de terra de tipologia de exploração mista no Estado do Paraná (em que se exploram culturas anuais e pecuária) corresponde a R$ 56 mil. Assim, o custo atual para assentar uma família num lote de 10 hectares seria de aproximadamente R$ 560 mil.

O material aponta, ainda, que se considerar o montante aproximado de 6,5 mil famílias que aguardam por um lote de terra no Estado do Paraná (inclui os acampamentos e áreas de conflito), com um orçamento médio anual de R$ 4 milhões nos últimos quatro anos para obtenção de imóveis, o Incra demoraria 910 (novecentos e dez) anos para obter as áreas para assentar as 6500 famílias, considerando as modalidades desapropriação e aquisição direta de imóveis e considerando ainda que todo o recurso do Incra desta ação específica fosse direcionado somente para o Paraná.

O estudo deverá ser encaminhado a todas as instâncias que trabalham com conflitos agrários no estado (movimentos sociais, poder judiciário, organizações não-governamentais e meios de comunicação populares).

Fonte: Assincra/PR

Ler 2890 vezes Última modificação em Terça, 11 Junho 2024 15:14